Agende uma consulta

Como manter a saúde mental durante o tratamento oncológico?

janeiro branco

Ao receber um diagnóstico de câncer, é natural que ocorram preocupações, medos, humor mais entristecido ou ansioso

A Organização Mundial da Saúde (OMS) define saúde mental como um estado de bem-estar no qual o indivíduo é capaz de usar suas próprias habilidades, recuperar-se do estresse rotineiro, ser produtivo e contribuir com a sua comunidade. O termo é usado também para descrever o nível de qualidade de vida cognitiva ou emocional, que pode incluir a capacidade de um indivíduo de apreciar a vida e procurar um equilíbrio entre as atividades e os esforços para atingir a resiliência psicológica. A entidade estima que no Brasil existam cerca de 12 milhões de pessoas que sofrem com a depressão, enquanto a ansiedade afeta quase 20 milhões brasileiros.

A psicóloga clínica Renata Gonçalves, do Instituto de Oncologia do Paraná – IOP, ressalta a importância da campanha Janeiro Branco, sobre a saúde mental, principalmente em pacientes oncológicos. “Ao receber um diagnóstico de câncer, é natural que ocorram preocupações, medos, humor mais entristecido ou ansioso, pois este paciente está diante de uma situação desconhecida e que ameaça a sua saúde. Porém, a forma como cada um irá administrar é única e subjetiva, pois vários fatores estão envolvidos: a história de vida dessa pessoa, suas crenças, rotinas, traumas, históricos psiquiátricos, se já tem histórico de câncer na família ou não e qual a sua relação com a doença, etc. Em virtude disso, avaliar o paciente de forma individualizada é importantíssimo para um cuidado exclusivo e humanizado”, aponta.

Dados preliminares levantados pelo Observatório de Oncologia indicam que a chance de um paciente com câncer desenvolver depressão varia entre 22% a 29%. A depressão é uma doença grave que pode ter um grande impacto na qualidade de vida de um indivíduo. Em pacientes diagnosticados com câncer, ela pode afetar o sucesso do tratamento. “A depressão maior pode interferir na condução do tratamento. Isso geralmente acontece em cerca de 1 em cada 4 pessoas com câncer, mas pode ser gerenciado. Pessoas com histórico de depressão têm maior probabilidade de ter depressão após o diagnóstico de câncer, fator que pode interferir na aderência, compreensão, relação com a equipe, manejo de sintomas e por isso é importante passar por um atendimento psicológico, para que o caso possa ser avaliado e conduzido de modo a melhorar a saúde mental e consequentemente a qualidade de vida deste indivíduo. O psicólogo especialista em oncologia auxilia o paciente a compreender essa fase que está sendo vivenciada, considerando todos os aspectos envolvidos (prognóstico, tratamento, efeitos adversos), olhando para esse paciente de forma individualizada.”

Como ajudar nos aspectos psicológicos do paciente?

Segundo Renata, o primeiro ponto é avaliar se esse paciente está sendo assistido por uma equipe multiprofissional. “Ser cuidado de forma global fará toda a diferença para esse paciente que acaba de ter sua vida mudada por um diagnóstico de câncer. Atrelado a isso, encontra-se o acompanhamento psicológico, que é um grande aliado, pois oferece um espaço de escuta e acolhimento, isento de julgamentos e que pode auxiliar o paciente a desmistificar seus medos e construir estratégias de enfrentamento. Manter atividades prazerosas e ter uma boa rede de apoio também faz toda a diferença. É primordial que o paciente dê sequência em atividades e rotinas que lhe tragam bem-estar, desde que autorizadas pelo médico, pois sua vida não deve ficar reduzida ao diagnóstico e tratamento”.

Psicologia clínica

O IOP conta com o Serviço de Psicologia desde 1998 e realiza atendimento psicológico ao paciente antes de iniciar o tratamento antineoplásico, além de, também, oferecer escuta e suporte emocional ao longo de todo o processo de tratamento na instituição, conforme o desejo do paciente.

Tags

O IOP utiliza cookies e tecnologias semelhantes que nos ajudam a fornecer melhor experiência e navegação. Ao clicar no botão “Concordar” ou continuar a navegar em nosso site, você está ciente e concorda com o uso de cookies.