Agende uma consulta

Conheça Ruth Handler: Criadora da Barbie que enfrentou o câncer de mama.

Coragem, resiliência e sua batalha contra o câncer mama.

Há mais de 60 anos, a boneca Barbie conquista corações ao redor do mundo com seu estilo, personalidade e infinitas possibilidades de brincadeiras. Por trás dessa icônica criação, está uma mulher notável que ultrapassou fronteiras e desafiou estereótipos: Ruth Handler. Além de ser a visionária responsável pela Barbie, sua história vai muito além dos holofotes da indústria de brinquedos.

Em 1970, Ruth enfrentou um dos momentos mais desafiadores de sua vida, quando recebeu o diagnóstico de câncer de mama. Nessa época, a compreensão sobre a doença era limitada, e o diagnóstico cercado de medo e incertezas. Mas Ruth, com sua determinação característica, decidiu não apenas encarar o tratamento, mas também encontrar uma solução inovadora para uma questão pessoal que se tornou relevante para ela.

A busca por uma prótese de mama que fosse mais realista e confortável a levou a desenvolver sua própria solução: a “Nearly Me”. Ruth acreditava que todas as mulheres que passavam por uma mastectomia mereciam sentir-se confiantes e belas, e sua criação pioneira abriu caminho para próteses de mama mais modernas e adequadas às necessidades das mulheres.

A história de Ruth Handler é uma verdadeira lição de coragem e resiliência. Enfrentando os desafios do câncer de mama com a mesma tenacidade que a guiou em sua carreira, ela se tornou uma inspiração para mulheres ao redor do mundo. Sua abordagem inovadora para a criação da prótese de mama, além de fornecer uma solução prática, também quebrou barreiras e estigmas associados à doença.

A realidade do tratamento do câncer

Hoje, a realidade do tratamento do câncer de mama mudou significativamente. A ciência avançou, os tratamentos se tornaram mais eficazes e as opções de reconstrução mamária são cada vez mais aprimoradas. As histórias como a de Ruth Handler nos lembram que a determinação e a busca por soluções inovadoras podem fazer a diferença na jornada do paciente. Além disso, cada vez mais falamos em prevenção, o que auxilia muito os diagnósticos no início da doença, podendo assim elaborar em cada caso o melhor tratamento.

Justamente pensando em prevenção que a conscientização sobre o Câncer de Mama tornou-se um tema tão importante e mesmo em meio à felicidade de um lançamento cinematográfico de Hollywood, relembramos a coragem e o legado de Ruth Handler, celebrando sua influência na indústria de brinquedos e sua importante contribuição para a saúde das mulheres. A história dela nos inspira a olhar para o futuro com esperança, sabendo que a pesquisa e a inovação estão sempre abrindo novos caminhos na luta contra o câncer.

Para a Dra. Danila Pinheiro Hubie, CRM 23.897 e RQE 2504, do IOP – Instituto de Oncologia do Paraná, a história de Ruth Handler ressalta a importância do diagnóstico precoce e da conscientização sobre o câncer de mama. “A história de Ruth nos mostra como enfrentar a doença com coragem e determinação pode fazer toda a diferença. Ela é um nome entre muitos que nos motivam diariamente em nossa profissão buscando o melhor tratamento para cada paciente.  E justamente por isso que cada vez mais nossa equipe multidisciplinar do IOP está comprometida em oferecer o melhor cuidado aos pacientes e promover a importância do diagnóstico precoce para que mais vidas possam ser salvas.” Que a história de Ruth Handler continue a inspirar a todos nós a enfrentar os desafios da vida com força, esperança e a busca contínua por soluções inovadoras.

Sobre o IOP – Instituto de Oncologia doa Paraná:

Com quatro sedes estrategicamente localizadas em Curitiba (PR), o IOP (Instituto de Oncologia do Paraná) comemora seus 28 anos de fundação. Hoje a empresa faz parte de uma holding, o Grupo Med4U. Além do IOP, estão no guarda-chuva o Mantis Diagnósticos Avançados, o Valencis Centro de Paliativismo, o Centro de Pesquisas Clínicas IOP e o Oncoville, centro de radioterapia.

Destaques para a parceria com o Hospital Marcelino Champagnat, desde dezembro de 2021, assim como a parceria com o Hospital Albert Einstein, em São Paulo. Vale ressaltar que o IOP é a única clínica do sul do Brasil a fazer parte da Rede Einstein de Oncologia e Hematologia, para discussão de casos, troca de conhecimentos e encaminhamento de casos raros e mais complexos quando necessário.

Com 87 médicos no corpo clínico e 184 colaboradores, o IOP oferece os mais avançados tratamentos no câncer, conjugando Medicina de qualidade, tecnologia e humanização. Conta ainda com uma equipe multidisciplinar, incluindo Nutrição, Psicologia, Enfermagem e Farmácia para o enfrentamento positivo da doença. Os tratamentos de ponta ainda são beneficiados com diferenciais como cromoterapia, aromaterapia e musicoterapia.

 

Siga o IOP nas redes sociais:

Tags

O IOP utiliza cookies e tecnologias semelhantes que nos ajudam a fornecer melhor experiência e navegação. Ao clicar no botão “Concordar” ou continuar a navegar em nosso site, você está ciente e concorda com o uso de cookies.