Dia Mundial do Câncer: alerta serve até para a vacinação da população

31 de janeiro de 2020

Dia Mundial do Câncer: alerta serve até para a vacinação da população

Celebrado mundialmente em 4 de fevereiro, a data foi criada em 2005 pela União Internacional para o Controle do Câncer (UICC), com o apoio da Organização Mundial da Saúde (OMS). A campanha de utilidade pública tem por objetivo tentar evitar milhões de mortes a cada ano com a conscientização e educação sobre a doença.

De acordo com o oncologista clínico Henrique Lopes, do Instituto de Oncologia do Paraná, “Os principais fatores de risco para o aparecimento da doença são o tabagismo, o sedentarismo e a má alimentação. Com uma dieta balanceada e a prática de atividades físicas é possível prevenir diversas doenças. O benefício da atividade física e da dieta balanceada vai além da parte cardiovascular apenas, existem evidências que demonstram redução de risco para os principais tipos de câncer com a prática regular de atividades físicas e uma dieta rica em frutas, vegetais, legumes e com poucas gorduras, prevenindo a obesidade que também é um fator de risco importante para o câncer”. No caso do câncer, hábitos saudáveis podem reduzir o risco da doença em até 40% dos casos, de acordo com a American Society of Clinical Oncology (ASCO), a sociedade que reúne os oncologistas dos Estados Unidos da América.

Estimativas do Instituto Nacional do Câncer (Inca) apontavam para o biênio 2018-2019 a ocorrência de 600 mil casos novos de câncer no país a cada ano (espera-se que esse número seja maior para o 2020-2021). A companha sobre o Dia Mundial do Câncer alerta todos os anos sobre a importância da conscientização e dos cuidados a serem tomados.

 Com algumas mudanças nos hábitos é possível diminuir os fatores de risco:

Pare de fumar

O tabaco é a principal causa no mundo de doenças e mortes evitáveis. Não adianta diminuir o consumo, a indicação é erradicar o cigarro e não utilizar nenhuma forma de tabaco.

 Controle o peso

A obesidade se tornou uma das principais epidemias do século 21. O excesso de peso tem relação com o câncer com aumento de risco. Por isso é importante fazer uma dieta saudável e praticar exercícios físicos.

 Pratique atividade física

A recomendação é a prática de no mínimo 30 minutos ao dia na semana. Lembrando que atividade física pode reduzir em até 18% o risco de desenvolver câncer.

Invista numa alimentação saudável

Faça uma dieta balanceada, rica em frutas, vegetais, alimentos integrais. Evite o quanto possível os alimentos processados, como embutidos, por exemplo, e consumo em excesso de açúcar e sal. Modere, também, o consumo de carne vermelha, que, segundo a OMS, pode estar ligada a um aumento do risco de câncer colorretal.

Diga não ao álcool

Para prevenção do câncer é melhor evitar qualquer consumo de álcool.

Cuidado com a exposição ao sol

A recomendação é evitar a exposição em excesso. Adote procedimentos de proteção para sua pele como o uso do protetor solar e roupas adequadas. Faça também uso de óculos de sol com lentes de proteção contra a radiação ultravioleta.

Tome as vacinas recomendadas

É preciso ficar atento. Algumas doenças têm alto potencial cancerígeno, como é o caso da hepatite. Já o HPV (papilomavírus humano) é uma doença sexualmente transmissível, que afeta indivíduos de ambos os sexos, da infância à fase adulta. Apesar de nem sempre ter cura, existe prevenção e tratamento, como a vacinação em meninas e meninos. Lembre-se: as vacinas contra hepatite B e HPV podem evitar o câncer.