Agende uma consulta

Dia Nacional de Combate ao Fumo: Conscientização e Prevenção

combate ao fumo

Dia 29 de agosto é o Dia Nacional de Combate ao Fumo. Uma data de alerta importante, pois mais de 32 mil casos de câncer de pulmão são previstos entre 2023 e 2025, segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA). O câncer de pulmão é o quarto tipo mais frequente no Brasil, afetando tanto homens quanto mulheres, com maior incidência na Região Sul do país.

O tabagismo é a principal causa de morte evitável no mundo, sendo responsável por mais de 7 milhões de mortes anualmente. Segundo a Dra. Thais A. de Almeida, oncologista clínica do IOP, as principais causas de morte relacionadas ao cigarro são as doenças cardiovasculares ateroscleróticas, doença pulmonar obstrutiva crônica e câncer. Qualquer exposição à fumaça do cigarro é nociva, incluindo o tabagismo passivo.

Controlar o vício é fundamental. Ao cessar o tabagismo, mesmo após já ter desenvolvido alguma doença relacionada ao cigarro, o indivíduo reduz o risco de morte e melhora a qualidade de vida dele e também daqueles em convívio considerados tabagistas passivos. Além disso, é possível reduzir em até 50% o risco de câncer ao parar definitivamente com o cigarro.

O diagnóstico precoce do câncer de pulmão é um desafio, pois os sintomas geralmente ocorrem em estágios mais avançados da doença.  Recomenda-se que adultos entre 50 e 80 anos que fumaram ou ainda fumam consultem um pneumologista ou oncologista e realizem tomografia de tórax anualmente, caso tenham uma carga tabágica significativa. O diagnóstico precoce reduz a morbidade e mortalidade relacionada ao câncer de pulmão.

No Instituto de Oncologia do Paraná (IOP), estamos comprometidos em oferecer tratamentos avançados e personalizados para o câncer de pulmão. Com acompanhamento médico adequado e conscientização sobre os riscos do tabagismo, é possível vencer o câncer de pulmão e viver com qualidade. Se você apresenta sintomas como:

  • Tosse, especialmente se for persistente ou acompanhada de sangue ou muco.
  • Falta de ar ou dificuldade para respirar.
  • Dor no peito, especialmente ao respirar ou tossir.
  • Rouquidão.
  • Perda de peso inexplicada.
  • Fadiga ou cansaço.
  • Infecções respiratórias de repetição.

Agende uma consulta, é importante descartar a possibilidade de câncer de pulmão.

 

Siga o IOP nas redes sociais:

Tags

O IOP utiliza cookies e tecnologias semelhantes que nos ajudam a fornecer melhor experiência e navegação. Ao clicar no botão “Concordar” ou continuar a navegar em nosso site, você está ciente e concorda com o uso de cookies.