Fique alerta aos sinais e sintomas do câncer infanto-juvenil

12 de fevereiro de 2021

Fique alerta aos sinais e sintomas do câncer infanto-juvenil

O câncer infanto-juvenil é a primeira causa de morte entre crianças e jovens de 1 a 19 anos de idade, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer – INCA. Com o objetivo de promover a conscientização global quanto à importância do diagnóstico precoce dos tumores dessa parte da população, hoje, 15 de fevereiro, é celebrado o Dia Internacional de Luta Contra o Câncer Infantil.

Dados do INCA apontam que os três tipos de câncer mais comuns em crianças são as leucemias (30%), os linfomas (20%) e os tumores do sistema nervoso central (15%). Com o diagnóstico precoce as chances de cura aumentam em até 70%. A Iniciativa Global contra o Câncer Infantil da Organização Mundial da Saúde – OMS tem como objetivo alcançar pelo menos 60% de sobrevivência para todas as crianças diagnosticadas com algum tipo de câncer em todo o mundo até o ano de 2030.

É de extrema importância que os pais e responsáveis fiquem atentos aos sinais e sintomas. “Entre eles destacam-se a palidez; hematomas ou sangramentos; dor óssea; caroços ou inchaços; perda de peso ou febre; tosse persistente ou falta de ar; sudorese noturna; alterações oculares como pupila branca, estrabismo de início recente, perda visual, hematomas ou inchaço ao redor dos olhos; inchaço abdominal; dores de cabeça, especialmente se incomuns, persistentes ou graves; vômitos; dor em membros; fadiga, letargia ou mudanças no comportamento, como isolamento; tontura, perda de equilíbrio ou coordenação. Ao constatar algum dos sintomas, busque auxílio médico, pois com diagnóstico precoce as chances de cura têm melhores taxas”, explica a oncopediatra Antonella Zanette, responsável pelo Serviço de Oncologia Pediátrica do Instituto de Oncologia do Paraná – IOP.