IOP realizou palestra sobre carcinoma espinocelular de cabeça e pescoço

30 de novembro de 2016

Microambiente tumoral e mecanismos de resistência no carcinoma é tema principal

O Instituto de Oncologia do Paraná (IOP) realizou na última quinta-feira, dia 24, a penúltima edição de seu Ciclo de Palestras voltado ao câncer de cabeça e pescoço. Durante o evento, a farmacóloga bioquímica e molecular Maria Jimena Amaya, abordou o tema “Microambiente tumoral e mecanismos de resistência no carcinoma espinocelular de cabeça e pescoço, mostrando as novidades referentes ao tratamento.

“Conhecer o microambiente tumoral é essencial para entender como as diferentes células que o conformam agem sinergicamente para sustentar a proliferação e a disseminação tumoral. Além disso, conhecendo a biologia do tumor ao longo do tratamento se torna mais fácil desenvolver estratégias para superar os mecanismos de resistência.” 

Durante a palestra houve discussões sobre Descrição dos diferentes componentes do microambiente tumoral (tipos celulares, vasos sanguíneos, matriz extracelular) e sua ação sinérgica na progressão tumoral. Desafios da biologia dos tumores de Cabeça e Pescoço para superar a resistência ao tratamento com radioterapia e quimioterapia (hipóxia) e com anti-EGFR (discussão sobre modificações na via de sinalização do EGFR, potencial papel da terapia-alvo combinada). 

Hoje as novas pesquisas em cabeça e pescoço buscam maneiras para superar a resistência das células, entre as alternativas estão sendo desenhados anticorpos monoclonais bioespecíficos, ou seja, tentando inibir mais de uma via ao mesmo tempo para tentar evitar a resistência. Para Maria Jimena, “É importante lembrar que a heterogeneidade existe em todo tipo de tumor e os de cabeça e pescoço não são uma exceção. A solução é passar de um tratamento que utiliza um único inibidor que vai gerar um tumor com células, em sua maioria resistentes, e não vai responder, para um tratamento onde consigamos avaliar o tumor durante o processo e entender quais mutações existem naquele ponto determinado, possibilitando a combinação de outros inibidores para tentar manter esse tumor com célula sensível o tempo inteiro. Assim, teremos uma resposta mais eficaz”.

Buy traffic for your website