Agende uma consulta

Julho Verde Escuro: O laço da conscientização sobre o câncer ginecológico

Vacina contra o HPV é a principal ferramenta para prevenção do câncer de colo de útero

 

Julho Verde Escuro é o mês dedicado à conscientização sobre o câncer ginecológico, uma causa que busca alertar a população sobre a importância do diagnóstico precoce e da prevenção dessas doenças que afetam milhares de mulheres no Brasil e no estado do Paraná.

É fundamental falar sobre o assunto

Tratar de assuntos tão sensíveis como o câncer ginecológico pode ser desafiador, mas é fundamental para disseminar informações precisas, combater mitos e incentivar a realização de exames regulares. O diálogo sobre a saúde da mulher deve ser constante e inclusivo, buscando romper tabus e garantir que todas tenham acesso a informações que possam salvar vidas. E é justamente isso que o IOP – Instituto de Oncologia do Paraná e seu corpo clínico fazem há 28 anos com excelência.

Para falar sobre esse assunto em destaque no mês de julho, o IOP traz a oncologista clínica Dra. Aline Vieira – CRM 33.978 e RQE 28.315. “De acordo com dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer de colo do útero é o terceiro tipo mais comum entre as mulheres no Brasil, e estima-se que sejam diagnosticados mais de 16 mil novos casos a cada ano. Já o câncer de ovário, embora menos frequente, é considerado um dos mais letais, muitas vezes diagnosticado em estágios avançados”, comenta a Dra.

 

No Paraná, a realidade não é diferente. Segundo informações da Secretaria de Saúde do estado, o câncer ginecológico é uma preocupação constante, sendo responsável por um número significativo de óbitos. Por isso, é fundamental que a população esteja informada e atenta aos sintomas, buscando ajuda médica assim que detectarem qualquer alteração em seu corpo.

A vacina contra o HPV e a Prevenção do Câncer

A vacinação contra o HPV é a principal ferramenta para prevenção do câncer de colo de útero. “Ela está disponível no sistema público de saúde para meninos e meninas dos 09 aos 14 anos. Além disso, pessoas que já passaram desta idade também podem e devem se vacinar, porém, a vacina está disponível na rede privada nestes casos. Para aqueles que estão em algum tipo de tratamento imunossupressor ou possuem imunodeficiência, a vacina tetravalente contra o HPV também está disponível no SUS até os 45 anos. Neste ano, foi lançada a vacina novavalente, que combate 9 subtipos de HPV mais frequentemente associados ao desenvolvimento de neoplasia e está disponível na rede privada. Não deixem de se vacinar e vacinar seus filhos!”, orienta a especialista do IOP.

 Compartilhe e ajude a conscientizar mais pessoas

A campanha Julho Verde Escuro vem para fortalecer a conscientização e enfatizar a necessidade dos exames preventivos, como o Papanicolau, fundamentais para a detecção precoce dessas doenças. Quanto mais cedo o diagnóstico, maiores são as chances de tratamento bem-sucedido e de cura. Além disso, a campanha busca desconstruir estigmas e medos em relação aos exames ginecológicos, promovendo uma cultura de cuidado e autocuidado entre as mulheres. É importante lembrar que a prevenção é um ato de amor-próprio, e que cuidar da própria saúde é um gesto de cuidado para com aqueles que amamos.

 

Siga o IOP nas redes sociais:

Tags

O IOP utiliza cookies e tecnologias semelhantes que nos ajudam a fornecer melhor experiência e navegação. Ao clicar no botão “Concordar” ou continuar a navegar em nosso site, você está ciente e concorda com o uso de cookies.