Médico do IOP participa de lançamento de novo remédio

25 de outubro de 2016

O oncologista clínico do IOP, Fabricio Martinelli, estará presente no lançamento nacional da medicação Kyprolis (carfilzomibe) que acontece nesta sexta-feira, 28, em São Paulo. O novo remédio será utilizado para o tratamento do câncer hematológico, o mieloma múltiplo, um tumor de medula que afeta as células plasmáticas (plasmócitos) e corresponde a segunda neoplasia hematológica mais frequente.

O especialista explica que os plasmócitos produzem os anticorpos, normalmente presentes na medula óssea, correspondendo a menos de 5% das células. Quando passam a se dividir de forma desordenada, podem originar o mieloma, situação está na qual passam a ocupar 20 % ou mais da medula. Os sintomas estão relacionados ao estágio da doença, sendo os mais comuns: dores ósseas, anemia, problemas renais e fraturas patológicas. “Não existe um fator isolado que cause a doença.  Infecções virais, exposição à radiação e fatores genéticos também são considerados fatores de risco. O diagnóstico é mais frequente em pacientes acima dos 50 anos, sendo que os homens estão mais vulneráveis”.

Há 15 anos, o mieloma era uma doença com um tempo de sobrevida muito pequeno. Com a introdução do transplante autólogo de medula óssea e dos medicamentos Talidomida, e Bortezomib  houve um salto importante na sobrevida.  Essas drogas, além do transplante, modificaram bastante a história natural da doença, e os pacientes estão vivendo mais e com qualidade de vida. “Nos casos em que a doença tem uma recaída ou é resistente aos tratamentos disponíveis, uma nova geração de medicamentos promete resultados mais satisfatórios do que dispomos atualmente. Dentre essas medicações, o Brasil vai poder contar com o carfilzomibe (Kyprolis) em breve, droga que apresenta boas taxas de resposta neste cenário”, finaliza.

Tags