Agende uma consulta

Se exercitar é um bom caminho para prevenir doenças e manter ossos fortes

Estudos já comprovaram que a atividade física é uma aliada da prevenção do câncer. Isso ocorre por que ao realizar exercícios físicos a pessoa pode manter o peso ideal ou mesmo evitar sobrepeso e obesidade. Os exercícios físicos também são recomendados a pacientes em tratamento oncológico, pois a prática deles auxilia atenuando os efeitos colaterais da medicação e também no controle da perda óssea.

“Muitos pacientes podem apresentar dificuldades em se alimentar, o que pode ocorrer uma atrofia muscular pela perda de peso. Mas é nessa hora que os exercícios físicos podem ser recomendados, pois praticar alguma atividade física, de forma moderada e indicada pelo médico, pode fazer com que se tenha o fortalecimento do sistema imunológico”, explica o hematologista Sérgio Padilha, do Instituto de Oncologia do Paraná – IOP.

Libere endorfina, vai te fazer bem!

É sabido que a prática de exercícios físicos eleva a concentração de hemácias no sangue e que melhora a capacidade física. Além disso, libera a endorfina, um neuro-hormônio, do grupo de peptídeos, produzido pelo sistema nervoso central e pela glândula pituitária. Esse neuro-hormônio atua nos receptores opiáceos em nosso cérebro, reduzindo a dor e aumentando a sensação de bem-estar.
Pesquisas apontam que o treinamento com exercícios resistidos (TR) causam um efeito benéfico sobre o sistema músculo-esquelético, contribuindo para a manutenção das atividades funcionais e ajudando na prevenção da osteoporose (os TR estimulam a formação óssea), sarcopenia, dores lombares, entre outras. Já os exercícios aeróbicos – que utilizam o oxigênio no processo de geração de energia para os músculos – ajudam a melhorar a condição cardiovascular, favorecem o ganho de força e massa muscular (músculos fortes protegem os ossos e diminuem o risco de faturas.
A Associação Americana do Coração sugere a prática de ao menos 150 minutos por semana de atividade aeróbica moderada ou 75 minutos de atividade intensa. Pacientes em tratamento oncológico devem buscar o acompanhamento médico para a realização da atividade física. “Uma caminhada de 30 minutos por dia faz muito bem à saúde, pois ajuda a aumentar a densidade óssea. Se aliada à alimentação e hábitos saudáveis, aí teremos mais saúde e ossos saudáveis”, destaca Dr. Sérgio Padilha.
Orientação a pacientes oncológicos

1 – No início, pegue leve nos exercícios, depois, pode aumentar a frequência;
2 – Faça exercícios que movimentem grupos grandes de músculos e que mantenham a massa muscular, força do osso, flexibilidade e movimento nas articulações;
3 – Hidratação também é importante;
4 – Não se exercite quando estiver com dor, náusea ou vômito;
5 – Evite praticar exercícios se estiver com anemia ou níveis anormais de minerais no sangue, como potássio e sódio;
6 – De preferência, evite superfícies irregulares ou atividades que possam causar quedas ou ferimentos.

Tags

O IOP utiliza cookies e tecnologias semelhantes que nos ajudam a fornecer melhor experiência e navegação. Ao clicar no botão “Concordar” ou continuar a navegar em nosso site, você está ciente e concorda com o uso de cookies.