Agende uma consulta

Pacientes com câncer podem doar sangue?

Neoplasia maligna é impeditivo para fazer doação de sangue

A Organização Mundial da Saúde – OMS estabelece como meta a doação de sangue por 3% a 5% da população de um país, mas no Brasil esse índice chega a apenas 1,9%, segundo dados do Ministério da Saúde. Contribuem para o baixo índice de doação de sangue a insegurança da população com relação ao procedimento e o medo.

Levantamento da farmacêutica Abbott, realizado em oito países, inclusive no Brasil, sobre doação de sangue, aponta que 54% das pessoas nunca doaram e não pretendem doar no futuro — elas têm idade entre 16 e 44 anos, de classe social média e baixa, com renda fixa e não são casadas. Os 46% restantes são aqueles que fazem a doação de sangue quando solicitados, os que doam pontualmente e os que doam em caso de familiar ou conhecido.

Neoplasias malignas

No Brasil, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA e o Ministério da Saúde determinam que neoplasias malignas são impeditivos definitivos para doença, ou seja, com exceção de dois tipos de tumores (carcinoma basocelular de pele e carcinoma de cérvix de colo do útero), pacientes oncológicos não podem ser doadores de sangue.

O principal motivo para pacientes oncológicos não poderem doar sangue é justamente a sua própria condição de saúde aliado ao uso de tratamentos, como quimioterapia, radioterapia, uso de anticorpos monoclonais e outros medicamentos específicos.

Segundo o hematologista Eduardo Cilião, do Instituto de Oncologia do Paraná – IOP e do Mantis Diagnósticos Avançados, a circulação das substâncias do tratamento oncológico no organismo do paciente é um impeditivo para a doação de sangue, pois elas estão presente no sangue, o que afetaria a segurança do receptor. “É um princípio básico, a transfusão de sangue não pode gerar qualquer problema ao doador e nem a quem irá receber (receptor)”, destaca.

Importante!

Vale o recado a todos que podem fazer doação de sangue. Ele salva vidas! O Ministério da Saúde orienta sobre o que é preciso para fazer a doação de sangue:

1. Ter entre 16 e 69 anos. Menores de 18 precisam da autorização de um responsável e a primeira doação ter sido feita antes dos 60 anos;

2. Pesar mais de 50 kg;

3. Estar em boas condições de saúde;

4. Estar alimentado;

5. Ter dormido, pelo menos, 6 horas nas últimas 24 horas;

6. Apresentar documento oficial com foto.

Tags

O IOP utiliza cookies e tecnologias semelhantes que nos ajudam a fornecer melhor experiência e navegação. Ao clicar no botão “Concordar” ou continuar a navegar em nosso site, você está ciente e concorda com o uso de cookies.